Por mais que as imagens possam assustar, o animal foi identificado como uma mariposa nativa da Austrália e de algumas regiões do continente asiático

Por mais que a imagem pareça
Reprodução/Facebook Gandik
Por mais que a imagem pareça "assustadora",, a criatura em questão é só uma espécie muito peculiar de mariposa


O vídeo de um inseto “misterioso” começou a fazer sucesso na internet após assustar moradores da Indonésia. De acordo com o Daily Mail, as imagens da criatura foram compartilhadas no Facebook pelo perfil “Gandik”, que indica ser um residente da regência de Kebumen, em Jawa Tengah.

Leia também: Em um "relacionamento sério" há 26 anos, tartaruga mais velha do mundo é gay

Com tentáculos pulsantes e cabeludos, a filmagem do  inseto  já foi assistida mais de 38 milhões de vezes. Entretanto, o mistério sobre a natureza do animal não durou muito. De acordo com o mesmo portal britânico, a criatura é apenas uma espécie muito peculiar de mariposa. Assista ao vídeo e tire suas próprias conclusões:



Encontrada na Indonésia, Índia, Sri Lanka, Japão, Tailândia e Austrália, a mariposa da espécie  Creatonotos gangis foi identificada por especialistas que esclareceram, enfim, algumas de suas características anatômicas. 

Segundo o jornal The West Austrália , os seus tentáculos "dançantes" são, na realidade, corematas. Órgãos responsáveis por produzir e espalhar os feromônios hidroxidanaidais, eles ajudam o animal a atrair machos da mesma espécie.

Vermes "monstruosos" 

Também nativos da Austrália, alguns vermes gigantescos , extremamente raros e perigosos, têm aparecido em uma praia em The Strand, um parque na região de Townsville. De acordo com o jornal  Townsville Bulletin , eles podem ser descritos como alguns dos mais perigosos do mundo, o que deixou moradores da cidade muito preocupados.

Os enormes vermes podem ser perigosos para os humanos, de acordo com um biólogo marinho
Reprodução/Townsville Bulletin
Os enormes vermes podem ser perigosos para os humanos, de acordo com um biólogo marinho


Encontrados na região pela primeira vez em 40 anos, os vermes nadadores, que devem pertencer à espécie  Cossura queenslandensis  , foram vistos pelo biólogo marinho Adam Smith, que ficou surpreso com a descoberta. “Eu tenho mais de 50 anos e nunca tinha visto poliquetas [uma classe de anelídeo] tão grandes assim”, disse ao mesmo jornal.

Leia também: Mutirão consegue devolver ao mar baleia que encalhou em Arraial do Cabo

Smith explicou que avistou cerca de 12 animais nas proximidades do mar. Dentre eles, alguns já estavam mortos, porém, o biólogo decidiu pegá-los, de forma cuidadosa, e colocá-los em um container para futura identificação. As espécimes foram enviadas para o Museum of Tropical Queensland. O futuro do inseto do vídeo, por outro lado, não foi divulgado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.