De acordo com um biólogo marinho, os animais podem causar problemas sérios aos seres humanos, e por isso, é preciso tomar muito cuidado com eles

Os enormes vermes podem ser perigosos para os humanos, de acordo com um biólogo marinho
Reprodução/Townsville Bulletin
Os enormes vermes podem ser perigosos para os humanos, de acordo com um biólogo marinho


Alguns vermes gigantescos, extremamente raros e perigosos para os seres humanos têm aparecido em uma praia em The Strand, um parque na região de Townsville, na Austrália. De acordo com o jornal Townsville Bulletin , eles podem ser descritos como alguns dos mais perigosos do mundo, o que deixou moradores da cidade muito preocupados.

Leia também: Enorme "criatura" brilhante é encontrada no mar e intriga biólogos na Austrália

Encontrados na região pela primeira vez em 40 anos, os vermes nadadores, que devem pertencer à espécie Cossura queenslandensis , foram vistos pelo biólogo marinho Adam Smith, que ficou surpreso com a descoberta. “Eu tenho mais de 50 anos e nunca tinha visto poliquetas [uma classe de anelídeo] tão grandes assim”, disse ao mesmo jornal.

Smith explicou que avistou cerca de 12 animais nas proximidades do mar. Dentre eles, alguns já estavam mortos, porém, o biólogo e uma mulher decidiram pegá-los, de forma cuidadosa, e colocá-los em um container para futura identificação. As espécimes foram enviadas para o Museum of Tropical Queensland.

Smith fez um alerta ao pedir para o público geral não tocar nas criaturas. Grandes e compridos, os animais possuem espinhos que podem machucar os seres humanos. As pontas afiadas penetram na pele como se fossem parte de um cacto, o que dificulta sua remoção e podem causar muita dor.

Leia também: Em rara aparição, cobra de duas cabeças é encontrada em estrada nos EUA

Detalhes sobre estes animais

Acredita-se que existem mais de 10 mil espécies destas poliquetas no mundo, sendo que algumas delas habitam a Terra há mais de 505 milhões de anos e têm algumas características peculiares. Eles conseguem, por exemplo, sobreviver até 96 horas sem oxigênio, além de serem uma das criaturas mais resistentes às altas temperaturas em regiões aquáticas.

Leia também: Seria um alien? Criatura misteriosa aparece em praia após furacão nos EUA

Porém, nenhuma dessas particularidades chega a assustar mais do que um grupo específico destes animais, conhecidos como vermes zumbis. Pelo menos cinco espécies destes animais já foram flagradas se alimentando dos ossos de baleias mortas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.