O curioso animal foi encontrado no estado do Arkansas, próximo ao centro universitário da cidade de Forrest City. Ele foi doado a uma instituição local

A cobra foi encontrada por Rodney Kelso, um administrador, e começou a fazer muito sucesso nas redes sociais
Reprodução/Facebook Mark M. Young
A cobra foi encontrada por Rodney Kelso, um administrador, e começou a fazer muito sucesso nas redes sociais


Se você achava que cobra de duas cabeças é um animal puramente mitológico, os moradores da cidade de Forrest City, no estado americano do Arkansas, têm uma novidade para te contar. Encontrado por Rodney Kelso, na última quarta-feira (6), um réptil com duas cabeças deixou a cidade surpresa e também fez muito sucesso nas redes sociais.

Leia também: Pesquisadores encontram tartaruga marinha de duas cabeças em praia nos EUA

Rara e venenosa, a cobra cruzou o caminho do administrador na rodovia 284, nas proximidades do centro universitário comunitário da região. Kelso tratou de colocá-la em uma caixa de papelão para exibi-la aos seus vizinhos, que ficaram muito impressionados com a anatomia do animal.

Apelidada de Deuce, ela teve sua foto divulgada na internet por Mark M. Young, que explicou em seu Facebook que o animal é "absolutamente real", completando ainda que não acredita "que seja um sinal do fim dos tempos enviado por Deus", como algumas pessoas chegaram a sugerir.

Depois de alcançar a fama nas redes sociais, Deuce já está sob os cuidados de profissionais especializados e poderá ser visitada em um centro de vida animal da região.

Crustáceos peculiares

Além de répteis com alterações em sua anatomia, os Estados Unidos também possuem crustáceos que chama a atenção por suas diferenças. Uma lagosta “ transparente ”, por exemplo, foi encontrada, no fim do mês de agosto, na costa do estado do Maine, nordeste do país.

Capturado pelo pescador Alex Todd, o animal exibe sua aparência translúcida em uma fotografia divulgada pela Associação de Pescadores da Costa do Maine – imagem que está fazendo muito sucesso nas redes. 

No estado do Maine, nos Estados Unidos, uma lagosta translúcida foi encontrada por um grupo de pescadores
Reprodução/Facebook Maine Coast Fishermen's Association
No estado do Maine, nos Estados Unidos, uma lagosta translúcida foi encontrada por um grupo de pescadores

Com a carapaça de aspecto azul claro e brilhoso, a lagosta é translúcida e, de acordo com a associação, deve portar uma condição genética chamada leucismo.

Diferentemente do albinismo, ela causa perda parcial da pigmentação do animal. Por isso, os reflexos azulados ainda podem ser observados ao longo do corpo do crustáceo.

De acordo com o portal Global News , do Canadá, o morador da Ilha de Chebeague percebeu algo de diferente em uma das lagostas que pescou e decidiu fotografá-la. Seu contato com o animal, porém, parou por aí.

Com uma marca específica em sua cauda, o crustáceo é uma fêmea em período gestacional – animais proibidos de serem caçados na região – e por isso, ela foi solta na natureza.

Por outro lado, a cobra de duas cabeças foi resgatada por uma organização que cuida da vida animal no estado onde foi encontrada, o Crowley's Ridge Arkansas Game and Fish Nature Center.

Leia também: Crustáceo usa cabeça de boneca como "casa" e assusta usuários das redes sociais

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.