Precipitações aumentarão no norte da Califórnia no inverno e na bacia que alimenta o rio Colorado, mas maior evaporação superará aumento pluviométrico

AFP

Os recursos hídricos superficiais de regiões do sudoeste dos Estados Unidos, afetados pela pior seca no país em mais de meio século , poderão diminuir 10% nas próximas décadas devido ao aquecimento global, segundo um estudo publicado na Nature Climate Change. Os recursos hídricos superficiais abrangem cursos d'água e lagos.

Assista: Estados Unidos enfrentam a pior seca das últimas décadas

Píer adentra terreno seco no Morse Reservoir, em Noblesville, EUA (julho/2012)
AP
Píer adentra terreno seco no Morse Reservoir, em Noblesville, EUA (julho/2012)


Segundo o estudo, as precipitações aumentarão no norte da Califórnia no inverno e na bacia que alimenta o rio Colorado. Mas o aumento da evaporação causada pelo aquecimento global superará este aumento pluviométrico.

Leia:  Seca se agrava nos EUA e Brasil vai se tornar maior produtor de soja do mundo

Estudo:  Ritmo de aquecimento da Antártida é duas vezes superior ao imaginado

O Texas sairá perdendo ainda mais, já que, segundo simulações dos cientistas americanos, as precipitações serão menores e a evaporação, maior.

Globalmente, no sudoeste dos Estados Unidos, os recursos superficiais poderiam diminuir 10% no período 2021-2040 com relação à segunda metade do século 20, informou à AFP um dos autores do estudo, Richard Seager, pesquisador da Universidade de Columbia, em Nova York.

Saiba mais: Entenda como ocorre o aquecimento global

"É um declive muito significativo, em vista da pressão sobre o rio Colorado" para tarefas agrícolas e domésticas, acrescentou. No verão passado, os Estados Unidos sofreram sua maior seca em 56 anos, segundo informou em julho a agência meteorológica americana. A seca provocou uma forte alta nos preços mundiais dos alimentos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.