Fenômeno que já ocorreu neste ano, em abril, poderá ser visto a partir das 7h25 desta quarta na região Norte do Brasil

Reuters

Os madrugadores de parte do mundo serão presenteados com um eclipse lunar total, também conhecido como “Lua de Sangue”, na manhã desta quarta-feira (8). O fenômeno, cujo nome vem da cor avermelhada que recobre o satélite natural enquanto ele passa pela sombra da Terra, poderá ser visto no Brasil apenas na região Norte do País.

Veja fotos do eclipse lunar visto ocorrido em abril:

O eclipse total é o segundo de quatro que ocorrem ao longo de um período de dois anos, iniciado em 15 de abril e com término em 28 de setembro de 2015. O próximo poderá ser visto no dia 4 de abril do próximo ano.

Se o clima permitir, o fenômeno desta quarta poderá ser apreciado por observadores da América do Norte, Austrália, do Oeste da América do Sul e de partes do Leste da Ásia. O eclipse deve atingir sua totalidade pouco antes do nascer do sol, às 7h25 (horário de Brasília).

Montagem mostra a evolução do visual do satélite terrestre visto do território brasileiro, em abril
undefined
Montagem mostra a evolução do visual do satélite terrestre visto do território brasileiro, em abril

Se as nuvens forem um problema, os sites www.nasa.gov e www.slooh.com transmitirão o evento ao vivo - respectivamente, a a partir das 4h e das 6h (horários de Brasília).

O astrônomo do site de meteorologia Space Weather explica que um eclipse ocorre quando a Lua passa pela sombra da Terra, chamada de umbra, e que o tom avermelhado Tony Phillips instrui o observador a se imaginar no satélite.

Leia mais:
Eclipse total deixa a Lua vermelha
Lua vermelha poderá ser vista em todo o País durante eclipse nesta madrugada

“Acima está a Terra, o lado noturno para baixo, escondendo completamente o Sol debaixo dela. O eclipse está a caminho. Você pode esperar que a Terra esteja totalmente escura, mas a borda do planeta está em chamas”, disse ele em artigo publicado no site de ciência da Nasa. "Você está vendo todos os amanheceres e entardeceres do mundo ao mesmo tempo.”

O eclipse completo será visível do Oceano Pacífico, de regiões imediatamente fronteiriças a ele e da parte noroeste da América do Norte, da África e do Oriente Médio, informou a agência espacial norte-americana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.