Tânia Cristina Moreira foi raptada por homens armados em sua casa ontem

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o suposto sequestro da mediadora de conflitos da ONG AfroReggae Tânia Cristina Moreira, de 44 anos.

Leia também : Líder do AfroReggae quer anistia para traficante

Segundo representantes da ONG, ela foi raptada na última quinta-feira (10) em sua casa, na rua São Bartolomeu, no bairro de Vigário Geral, na zona norte. Dois homens armados entraram em sua residência e a levaram. Ainda não há pistas sobre os suspeitos e os motivos do crime.

Tânia trabalha há sete anos no AfroReggae. É casada e tem três filhos sendo um deles de apenas um ano de idade.

Em outubro de 2009, o coordenador da ONG, Evandro João da Silva , foi assassinado após ter sido vítima de um assalto no centro da cidade. Dois PMs foram presos no episódio suspeitos de terem ficado com os pertences de Evandro que foram roubados pelos ladrões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.