Bahia registra surto de meningite

Sete pessoas contraíram a doença desde o dia 4, sendo que três morreram e as outras quatro continuam internadas em Salvador

iG São Paulo |

Os sete casos de meningite meningocócica do tipo C registrados na Bahia desde o dia 4 já são considerados um surto da doença, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). A Secretaria ressalta que não é o número de casos que configura o surto, mas a quantidade de pessoas que podem ter entrando em contato com as pessoas doentes.

Todos os sete casos foram registrados em funcionários do Complexo Hoteleiro de Sauípe, mas nenhum hóspede dos hotéis ou outros moradores da região foram diagnosticados com meningite. A Sesab informa que há dois dias não é registrado mais casos da doença, mas, como medida preventiva, cerca de 1.800 pessoas que estiveram na Costa do Sauípe receberam medicação e todos os funcionários do Complexo Hoteleiro Sauípe foram vacinados para evitar o surgimento de novos casos.

Mortes

Das sete pessoas que contraíram a doença, dois homens e uma mulher morreram. Outros quatro homens continuam internados em Salvador, sendo que o estado de saúde de um deles é grave, segundo a Secretaria.

A doença

A meningite é uma doença transmitida por gotículas da saliva e por contato humano. De acordo com a Anvisa, os sintomas são febre alta, dor de cabeça intensa e contínua, vômitos, náuseas, rigidez nos músculos da nuca, ombro e costas, falta de apetite, dores musculares, agitação física e mental e manchas vermelhas na pele. Crianças com menos de um ano podem sentir moleira tensa ou elevada, irritabilidade, inquietação com choro agudo, rigidez corporal com ou sem convulsões.

A medida mais eficiente para bloquear o surgimento de novos casos é a quimioprofilaxia com uso de antibióticos, na medida em que a vacina não traz proteção imediata. Com o surto da doença na Bahia, o número de profissionais para o atendimento médico foi ampliado e as equipes da Vigilância Epidemiológica estão realizando palestras de esclarecimento sobre a situação epidemiológica atual e medidas de prevenção da doença para todos os funcionários do complexo hoteleiro da Costa do Sauípe.

A Sesab informou, em nota, que em 2010, o Governo investiu mais de R$ 45 milhões para vacinar as crianças baianas menores de cinco anos e, em Salvador, jovens e adolescentes (10 a 24 anos). De acordo com o último boletim epidemiológico, a Bahia registra em 2011 uma redução de cerca de 30% no número de casos de meningite do tipo C em comparação ao ano anterior.

    Leia tudo sobre: surtomeningitebahiacosta do sauípevacina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG