Tamanho do texto

Exposição sobre diversidade sexual do Santander Cultural em porto Alegre, no Rio Grande do Sul, foi cancelada após fortes críticas nas redes sociais

Tema da redação da segunda fase da Fuvest 2018 traz como ideia central as polêmicas que cercaram a arte em 2017
Santander Cultural/Divulgação
Tema da redação da segunda fase da Fuvest 2018 traz como ideia central as polêmicas que cercaram a arte em 2017

O tema da redação da segunda fase da Fuvest 2018 foi “Devem existir limites para a arte?”. Os estudantes que realizaram a prova neste domingo (7) tiveram como textos de apoio reportagens sobre a polêmica da Exposição Queermuseu , sobre diversidade sexual, que foi cancelada em setembro do ano passado após ser aberta ao público pelo Santander Cultural em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

O local tomou a decisão de cancelar a exposição após ataques serem registrados nas redes sociais após quase um mês das obras entrarem em cartaz. Imagens que estavam expostas foram classificadas como conteúdo de incentivo à pedofilia e zoofilia e contra os bons costumes. No total, estavam expostas mais de 270 obras de 90 artistas. Ao mesmo tempo, grupos se posicionaram contra o cancelamento da exposição e classificaram o ato como censura. Os estudantes deveriam considerar todos estes pontos na redação deste domingo.

Leia também: Brasil ainda tem 11,8 milhões de analfabetos e a maioria é preta ou parda

Segunda fase

Estudantes começaram neste domingo a segunda fase da Fuvest, um dos vestibulares mais disputados do País.  Além da redação, os mais de 19 mil candidatos tiveram de responder nesta tarde dez questões discursivas de português. As provas continuam até terça-feira.

Na segunda-feira (8), a prova abordará questões de história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês. Já no último dia de provas o candidato terá de mostrar seu conhecimento em relação às disciplinas de acordo com a carreira escolhida.

O vestibulando deve ser cuidadoso com o relógio nos próximos dois dias. Os portões de todas as 35 escolas seguirão o horário de Brasília, sendo abertos às 12h30. Lembrando que o acesso aos locais de prova será permitido somente até as 13 horas, quando os portões são fechados. O horário mínimo de saída é a partir das 15 horas.

Leia também: Ministro da Educação homologa a nova base curricular para o ensino básico

Para os candidatos ao curso de Artes Cênicas, o vestibular não acaba com a redação e as questões discursivas e continua nos dias 10, 11 e 12 de janeiro com as provas de habilidades específicas.