Marília Arraes
Câmara dos Deputados
Marília Arraes

Onze militantes do partido foram expulsos pela direção do PT em Pernambuco por não apoiarem a pré-candidatura de Danilo Cabral (PSB) para o governo do estado. A maioria dos expulsos apoiam a ex-petista Marília Arraes, neta do ex-governador Miguel Arraes, mas há ainda quem tenha declarado apoio a pré-candidatos de outros partidos, como o União Brasil.

Marília deixou o partido no início deste ano e migrou para o Solidariedade, que apoia a pré-candidatura do ex-presidente Lula ao Palácio do Planalto. Ela lidera a corrida para o governo de Pernambuco, com 29% das intenções de voto.

Danilo Cabral (PSB), pré-candidato da legenda e que tem o apoio do PT, aparece com 10% dos votos, empatado tecnicamente com outros três nomes em segundo lugar, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe)

Estão na lista de expulsão prefeitos, vereadores e líderes de diretórios municipais. Os nomes só serão confirmados pela Presidência do PT em Pernambuco depois que forem comunicados oficialmente pelo partido.
O senador Humberto Costa (PT-PE), que não participa diretamente das decisões do diretório estadual, afirmou que o PT tomou a decisão de fazer uma aliança com o PSB em Pernambuco e que os que discordarem da orientação podem se afastar ou se desfiliar.

"Fica complicado as pessoas estarem no partido, mas defendendo uma posição que não é a do PT e usando o nome da sigla. Todos são livres para defender quem quiser, mas quem é do partido deve seguir as diretrizes do partido", afirmou.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários