Marcelo Ramos foi destituído por Lira nesta segunda-feira (23)
Divulgação/Câmara dos Deputados
Marcelo Ramos foi destituído por Lira nesta segunda-feira (23)


Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados , assinou um ato que destituiu, nesta segunda-feira (23), o deputado Marcelo Ramos (PSD-AM) do cargo de vice-presidente da Casa.

A medida foi tomada após o ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ter revogado uma decisão liminar dada por ele mesmo no mês passado que garantia a permanência de Ramos no posto.

Lira argumenta que a mudança se deu porque o deputado é um dos três parlamentares que se filiaram a novas legendas na janela partidária deste ano. O regimento da Câmara prevê que deputados que mudarem de legenda partidária devem perder automaticamente o cargo que ocupam. 

Além de Marcelo, as deputadas Marília Arraes (Solidariedade-PE) e 3ª Rose Modesto (União-MS) também foram depostas sob o mesmo argumento.

Ramos é crítico de Jair Bolsonaro e se desligou do PL, transferindo para o PSD, no momento em que o partido decidiu acolher o presidente, que na ocasião não estava vinculado a nenhuma legenda.


Em um post realizado na sua conta oficial do Twitter, o agora ex-vice da Câmara afirmou que a decisão de Lira se deu após o chefe executivo do país realizar pressão para que a mudança fosse efetivada. 

"Pressão do PL, não. Pressão do Presidente da República que deu uma ordem ao Presidente da Câmara por uma live", destacou Marcelo Ramos. Ele ressaltou ainda que vai respeitar a decisão porque defende as decisões judiciais até quando discorda delas.

Lira, inclusive, já iniciou o processo para a eleição de um novo vice na Câmara. Foram instaladas urnas de votação no Plenário, e a votação deve acontecer na próxima quarta-feira (25).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários