Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Raul Araújo
Conselho de Justiça Federal
Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Raul Araújo

Internautas reclamaram nas redes sociais, neste domingo, 27, após o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Raul Araújo, que negou retira de outdoors pró-Bolsonaro, proibir manifestações políticas no Lollapalooza . Determinação acontece após artistas como Pabllo Vittar e Emicida criticarem o chefe do Executivo e exaltarem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) .

Em fevereiro deste ano, o PT teve uma ação negada, na qual afirmava que existiam outdoors com mensagens que exaltavam supostas qualidades pessoais do atual presidente da República, afixados em fazendas dos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o que segundo o partido, configuraria antecipação da campanha eleitoral para as eleições deste ano.

O ministro negou a retirada, porque segundo ele, não existiam provas o suficiente.

“O representante deixou de apresentar provas do prévio conhecimento do representado Jair Messias Bolsonaro, não requereu diligência para identificação dos responsáveis pela confecção, nem forneceu os elementos indispensáveis para a obtenção dos dados”, escreveu em sua decisão.

Menos de um mês após a negativa à ação do PT, Araújo acatou o pedido do partido do presidente Jair Bolsonaro, o PL, e  proibiu manifestações políticas no festival de música.

Cantora levantou bandeira com rosto de Lula após show no Lollapalooza
Reprodução/Multshow
Cantora levantou bandeira com rosto de Lula após show no Lollapalooza


Nas redes sociais, diversos internautas comentaram o caso e se manifestaram negativamente.

"Ministro Raul Araújo há 1 mês permitiu Outdoors com campanha 'Bolsonaro 2022' e não viu 'propaganda política antecipada'. Hoje esse mesmo Raul Araújo censurou artistas e proibiu manifestações contra Bolsonaro no evento. Aparelhamento do TSE concluído com sucesso", escreveu um dos manifestantes.

Leia Também





Outro usuário do Twitter pedia a derrubada da determinação. "A decisão da excelência vai atiçar o vespeiro. Digo não à nova lei da mordaça imposta monocraticamente pelo ministro Raul Araújo. Derruba TSE", publicou.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários