Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP) revogou a medida que tornava máscaras obrigatórias na Casa
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 01.02.2021
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP) revogou a medida que tornava máscaras obrigatórias na Casa

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), revogou o ato da Mesa Diretora que tornava obrigatório o uso de máscaras de proteção contra a Covid-19 nas dependências da Casa. Agora, deputados, servidores e os demais colaboradores podem ficar sem o equipamento de proteção.

A decisão foi tomada nessa terça-feira (15), após o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), flexibilizar o uso de máscaras em locais abertos e fechados.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSDB), acompanhou o decreto de Ibaneis e revogou a obrigatoriedade nessa segunda (14).

Apesar da flexibilização da medida de proteção contra a doença, a Câmara e o Senado continuam funcionando no formato semipresencial . O modelo foi adotado para diminuir os riscos de contágio desde o início da pandemia.


Leia Também

Flexibilização prematura?

Embora estados como Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina tenham flexibilizado o uso da máscara em locais abertos e/ou fechados, especialistas ainda consideram a decisão prematura . Além do risco de contaminação pela Covid-19, a chegada do outono faz com que aumente a incidência de vírus respiratórios no Brasil .

Representam riscos para crianças, idosos e imunossuprimidos o vírus da gripe e o vírus sincicial respiratório (VSR), que não possui vacina, além da  baixa cobertura vacinal do sarampo.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários