Paulo Maiurino
Reprodução/Secretaria de Esportes de São Paulo
Paulo Maiurino

O governo federal trocou mais uma vez o diretor-geral da Polícia Federal nesta sexta-feira. Uma portaria publicada em edição extra do Diário Oficial formalizou a dispensa de Paulo Maiurino do cargo, menos de um ano após ter assumido, em abril do ano passado, e nomeou para a função o delegado Márcio Nunes de Oliveira.

Segundo fontes do Palácio do Planalto, a troca foi uma decisão do ministro da Justiça Anderson Torres. Ele consultou o presidente Jair Bolsonaro a respeito da mudança e obteve o aval. Essa troca pegou de surpresa a cúpula da Polícia Federal.

Nas suas redes sociais, Anderson Torres anunciou que convidou Maiurino para assumir a função de secretário da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, o que foi visto nos bastidores como uma espécie de prêmio de consolação para sua saída do comando da PF.

Márcio Nunes era secretário-executivo de Torres no Ministério da Justiça, nome de sua confiança. A troca ocorre em um momento no qual investigações da Polícia Federal avançam sobre o presidente Jair Bolsonaro e seus aliados. No início do mês, a PF chegou a imputar o crime de violação de sigilo funcional ao presidente pelo vazamento de documentos de uma investigação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários