Sergio Moro
Reprodução/Twitter
Sergio Moro

Em evento on-line nesta quinta-feira (3), o ex-juiz Sergio Moro afirmou que o apoio de movimento políticos como o Movimento Brasil Livre (MBL) é mais importante do que o de partidos convencionais. 

Durante fala em painel promovido pelo Credit Suisse, o pré-candidato do Podemos à Presidência da República disse que a união da terceira via "vai se dar entre um projeto e a sociedade civil". 

"Trouxemos o MBL para o Podemos e atraímos o apoio do Vem Pra Rua. A aglutinação da terceira via vai se dar entre um projeto e a sociedade civil. E isso está se dando em torno do meu projeto [...] O MBL tem uma comunidade enorme, uma comunidade jovem. Esses apoios muitas vezes são mais relevantes que os dos partidos políticos", afirmou.

O presidenciável afirmou que "aliados no campo nacional" devem abrir palanque para sua presença. O ex-juiz também propõe um governo reformista: "Teremos que aproveitar o início do governo para gerar um ciclo virtuoso. Fazer uma reforma por mandato não tem funcionado". 

Leia Também

Moro falou sobre o apoio de políticos de forma individual, citando como exemplo Ratinho Junior (PSD), no Paraná, e Renato Casagrande (PSB), no Espírito Santo. 

"Tenho apoio político de indivíduos relevantes dentro dos partidos. É uma sinalização da vinda desses partidos ou de que teremos apoio robusto de partes de diversos partidos [...] Estamos construindo essas alianças", disse. 

Durante sua participação no evento, Moro reforçou os ataques direcionados a Lula e Bolsonaro, falando sobre casos de corrupção, má condução da economia e benefícios para familiares.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários