Bolsonaro acusa Lula de promover jantar para “lotear ministérios”
Reprodução/Flickr
Bolsonaro acusa Lula de promover jantar para “lotear ministérios”

presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou em sua live semanal na última quinta-feira (23) que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) promoveu um jantar com “pessoas conhecidíssimas” da política para “lotear ministérios”.

Na transmissão, o mandatário perguntou ao presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, se havia o interesse dele em participar de um encontro com os senadores que fizeram parte da mesa diretora da CPI da Covid - Renan Calheiros (MDB-AL), Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

“Esse trio estava lá, assim como pessoas conhecidíssimas da política nacional, algumas foram presas, inclusive. E lógico, aquela pessoa famosíssima no mundo todo, Lula, patrocinando e falando em jantar da democracia”, disse o presidente.

Na sequência, o mandatário alegou que “o cardápio foi ministério fatiado, bancos oficiais - como a Caixa, Banco do Brasl e BDNED - loteados, ministérios prometidos no cardápio”.

Leia Também

Bolsonaro ainda alertou o espectador da sua live e disse que “a responsabilidade é tua [eleitor brasileiro]. Veja na América do Sul o que está acontecendo, veja quem está vibrando com certas eleições pelo mundo. E você vai ter um diagnóstico. Nós seremos lá na frente produto das nossas escolhas. Quem escolheu mal, vai pagar mal."


Por fim, o presidente da República lembrou que a próxima eleição dará o poder ao próximo chefe do Executivo federal de renovar outros ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). "Se você quiser que outra pessoa chegue lá [no Supremo] e indique ministros que tenham afinidade com essa outra pessoa, você decide. Você está votando para duas vagas para o STF".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários