Lira prorroga uso de aplicativo que permite que deputados votem à distância
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Lira prorroga uso de aplicativo que permite que deputados votem à distância

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), decidiu prorrogar até o dia 23 de dezembro deste ano o uso do aplicativo  Infoleg,  que permite que os parlamentares votem à distância. A decisão foi publicada no Diário Oficial da Câmara desta quinta-feira (2).

Os deputados vão poder continuar votando de longe, desde que tenham registrado presença no plenário. A votação totalmente remota, com o parlamentar fora de Brasília, se tornou restrita, no último dia 8, apenas para deputados em missão oficial, com atestado médico ou gestantes.

Com a manobra, Arthur Lira mirava a aprovação da PEC dos Precatórios, que acaba de ser aprovada em dois turnos pelo Senado . Às vésperas da apreciação na Câmara, Lira já havia permitido que deputados que tivessem em missão autorizada fora de Brasília pudessem votar de longe.

Em primeiro turno, os deputados aprovaram a proposta por 312 votos, quatro a mais do que o necessário para que o texto avançasse na Casa. Na segunda votação foram 323 votos a favor. 

Agora, a ação foi tomada novamente pensando na PEC. Caso o Senado modificasse a proposta e ela voltasse para uma nova análise na Câmara, os deputados poderiam votar remotamente, aumentando as chances de uma nova aprovação. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários