Segundo aliados, a decisão partiu da própria Marina
O Dia
Segundo aliados, a decisão partiu da própria Marina

Depois de concorrer em três eleições presidenciais, Marina Silva (Rede) não estará mais entre os candidatos ao Palácio do Planalto no pleito de 2022. Dirigentes do partido da ex-senadora afirmaram à coluna de Igor Gadelha, do Metrópoles, que ela não pretende se candidatar mais à Presidência da República.

A decisão foi por vontade da própria Marina, que não teria mais a vontade de participar novamente de uma disputa presidencial. A ex-senadora concorreu ao Planalto nas três últimas eleições em 2010, 2014 e 2018, quando terminou em oitavo lugar, com 1% dos votos válidos.

Isso não quer dizer, porém, que Marina não terá seu nome na urna. A ex-senadora avalia a possibilidade de concorrer a uma vaga de senadora ou deputada federal pelo Distrito Federal. A Rede quer Marina como uma espécie de “puxadora de votos” para auxiliar a sigla a vencer a cláusula de barreira.

Atualmente, a legenda tem apenas uma deputada federal: Joenia Wapichana (Rede-RR). No Senado, a Rede possui dois representantes: Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES). Ambos têm mandato garantido até fevereiro de 2027.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários