Ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira
Pedro França/ Agência Senado
Ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira


A Polícia Federal (PF) marcou a data para o depoimento do  ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira. Às 11h do dia 29 de novembro, ele terá que se explicar ao órgão no âmbito do inquérito que investiga o suposto pagamento de propina pelo grupo J&F ao Partido Progressista - Ciro era presidente da legenda.


Segundo o portal Metrópoles, que confirmou a data, o ministro do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) terá que prestar depoimento porque foi citado na delação do ex-diretor da J&F, Ricardo Saud. Em sua colaboração premiada, o executivo disse que o político teria "vendido" o apoio do PP à chapa Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB) nas eleições de 2014 por R$ 42 milhões.



Com isso, Ciro, Saud, o ex-tesoureiro do PT, Edinho Silva, e o empresário Joesley Batista são investigados por lavagem de dinheiro e corrupção passiva. De acordo com a PF, o depoimento do ministro será a última diligência antes da apresentação do relatório final.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários