Bolsonaro em live de quinta (15/10)
Reprodução
Bolsonaro em live de quinta (15/10)

Uma crise de tosse interrompeu diversas falas do presidente Jair Bolsonaro em sua live semanal, nesta quinta-feira. Ainda no início da transmissão, o chefe do Executivo disse estar “com uma gripe” e os sintomas repercutiram nas redes sociais. Apesar de estar ao lado de seu intérprete de libras, Fabiano Guimarães Rocha, de 40 anos, Bolsonaro não usou máscara.

A tosse foi intensa e acompanhou o presidente da República até sua última frase, quando se despediu, mas foi novamente atrapalhado pelo problema. Com a pele nitidamente avermelhada, ao dizer “até quinta-feira que vem, se Deus quiser”, Bolsonaro já dava sinais de segurar o sintoma, antes de tossir fortemente e demonstrar grande incômodo, com os olhos fechados.

Nas redes sociais, um internauta reagiu com provocações, sugerindo ao presidente que tomasse remédios do chamado “kit Covid” para tratar os sintomas. Outro perfil lembrou a frase de Bolsonaro em que ele dizia ter “histórico de atleta” e que, por isso, não seria afetado pelas consequências da Covid-19.


Leia Também

A condição de saúde de Bolsonaro voltou a ser um tema recentemente, depois que uma crise de soluços de mais de dez dias culminou em sua internação, em julho, em um hospital de São Paulo. Em seguida, ele foi transferido para o Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após constatada uma obstrução intestinal. Segundo boletim médico, o problema foi decorrente da facada que o presidente levou durante a campanha presidencial de 2018.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários