Governador de São Paulo João Doria
Reprodução/Governo de São Paulo
Governador de São Paulo João Doria

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) , deve processar o governo Bolsonaro pelo envio, na última quarta-feira, 04, de apenas metade das doses de vacinas da Pfizer prometidas ao estado. A informação é do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Doria teria dito que a ação do governo em enviar "apenas 50%" do acordado "quebra o pacto federativo e representa uma ruptura constitucional". Além de criticar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Doria teria atacado também o atual ministro da Saúde Marcelo Queiroga.

"Infelizmente, Queiroga pegou o vírus do Bolsonaro, o Bolsonarovirus. E contra esse vírus, não há vacina", disse. Segundo o governador, o envio de menos vacina do que o prometido pelo governo federal  compromete o calendário de vacinação de SP.

Na tarde de ontem, Queiroga concedeu entrevista coletiva sobre o envio incompleto da remessa . Ele criticou a gestão estadual na ocasião: "São Paulo está sempre reclamando, as doses são distribuídas de acordo com a tripartite".

Segundo Lauro Jardim, a Procuradora-Geral de São Paulo, Lia Corona, já foi autorizada pelo governador a entrar com uma ação na Justiça, o que deve ocorrer ainda esta semana. 

- Com informações do colunista Lauro Jardim, de O Globo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários