Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Jefferson Rudy/Agência Senado
Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

O vice-presidente da CPI da Covid , senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), rebateu os ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desta quinta-feira (15) . Em suas redes sociais, o chefe do Executivo chamou Randolfe de "otário" e se referiu a ele, mais uma vez, como "saltitante".

O senador publicou em seu perfil do Twitter que não se incomoda com os termos homofóbicos usados pelo mandatário, e disse que Bolsonaro só não pode chamá-lo de "corrupto, miliciano, superfaturador de vacina e líder internacional da fraude".

"Sr. Presidente... não! Pres... Não. Bolsonaro... Estimo melhoras! A CPI está avançando e nada vai atrapalhar as investigações! Entendo o nervosismo, especialmente com as denúncias de prevaricação e corrupção que se acumulam. Seus ataques só nos estimulam ainda mais. Não vão nos intimidar", escreveu Randolfe.


Você viu?

"E saiba que não me incomodo com os termos que você utiliza para se referir a mim 'saltitante, fala fina'... O Sr. só não pode me chamar de corrupto, miliciano, superfaturador de vacina e líder internacional da fraude, né?", continuou.


Mesmo internado, as redes sociais de Bolsonaro continuaram movimentadas e uma postagem foi feita nesta tarde com ofensas à cúpula da CPI da Covid . Além de Randolfe, o chefe do Executivo também chamou o presidente da Comissão, Omar Aziz (PSD), e o relator Renan Calheiros (MDB-AL) de "otários".

À CNN Brasil , Aziz disse não acreditar que tenha sido Bolsonaro que fez as publicações, mas sim "um moleque frustrado que se esconde atrás de uma imagem para agradar o pai e uma pseudo-sociedade que não tolera tais comportamentos", disse o senador em referência ao filho do presidente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários