Deputado Luis Miranda na CPI da Covid
Jefferson Rudy/Agência Senado
Deputado Luis Miranda na CPI da Covid

Em sessão da CPI desta sexta-feira (25), o deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) disse ter alertado o então ministro da Saúde Eduardo Pazuello de irregularidades no contrato da vacina Covaxin , e que Pazuello já tinha ciência de "diversos problemas". Segundo Miranda, Pazuello deveria ter "rasgado o verbo" em seus depoimentos à CPI.

Miranda conta que houve uma conversa com o ex-ministro da Saúde durante uma viagem oficial do governo para buscar vacinas. O papo teria acontecido em uma aeronave da Força Aérea Brasileira. Pazuello teria a Luís Miranda que tinha "conhecimento de algumas coisas" e que, por isso, seria exonerado em breve.

"Eu não duro mais nem uma semana aqui [no Ministério da Saúde], vou ser exonerado. Tenho conhecimento de algumas coisas, tento coibir e, por isso, vou ser exonerado", teria dito o general.


Uma das questões que atormentavam Pazuello era o fato de a criação de uma vacina brasileira ter sida 'travada' pelo governo em diversas oportunidade, diz Miranda.

O parlamentar também afirmou que fez um alerta a Pazuello sobre alguns pontos do contrato com a empresa responsável pela venda da vacina Covaxin. Entre eles: o curto prazo de vencimento dos imunizantes e a existência de uma terceira empresa intermediando a negociação [a Madison], sediada em um paraíso fiscal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários