Ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF)
Fellipe Sampaio/SCO/STF
Ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF)

As convocações dos  nove governadores chamados para depor na CPI da Covid foram suspensas pela ministra Rosa Weber do STF (Supremo Tribunal Federal). Foi determinado, nesta segunda (21), que eles só podem ser convidados a falar à Comissão em uma condição na qual não sejam obrigados a comparecer. A decisão foi tomada depois de um pedido coletivo dos governadores. 

Weber viu na convocação uma "possível violação do princípio da separação dos poderes e da autonomia dos Estados-membros". No despacho, a ministra ainda deu razão ao argumento dos governadores que a convocação "excedeu os limites constitucionais inerentes à atividade investigatória do Poder Legislativo".

Os governadores já estavam com depoimentos agendados a partir do dia 29 de junho. No início do mês a ministra concedeu um habeas corpus ao governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), permitindo que ele faltasse ao depoimento.

Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro também recebeu a permissão de Weber para não falar à CPI. No entanto, Witzel compareceu à Comissão, mas recorreu ao direito de silêncio e abandonou a audiência antes do fim.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários