Renan Calheiros foi um dos políticos que criticaram o aval do governo federal sobre o país ser país-sede do torneio da Conmbebol
Jefferson Rudy/Agência Senado
Renan Calheiros foi um dos políticos que criticaram o aval do governo federal sobre o país ser país-sede do torneio da Conmbebol

Políticos brasileiros foram às redes sociais para criticar o aval do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para que o Brasil seja o país-sede da Copa América 2021  - que será realizada em meio à crise sanitária da Covid-19 no pais.

Nomes como o do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, Ciro Gomes e o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), se manifestaram por meio do Twitter de forma contrária à realização do evento esportivo no país, batizando o torneio como "Cova América" e "Covidário".

"Com mais de 462 mil mortes sediar a Copa América é um campeonato da morte. Sindicato de negacionistas: governo, Conmebol e CBF. As ofertas de vacinas mofaram em gavetas mas o ok para o torneio foi ágil. Escárnio", disse Calheiros.



Já o presidente da CPI, Omar Aziz, disse não ver grandes problemas para a realizaçaõ do torneio da Conmebol. "Se não tiver público e tiver todas as garantias sanitárias, com certeza absoluta, não vejo grandes problemas, porque nós temos já campeonatos andando" 

Veja algumas reações contrárias de políticos






Você viu?










    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários