Ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sem máscara em aglomeração neste domingo, 23, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Reprodução/CNN Brasil
Ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sem máscara em aglomeração neste domingo, 23, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

O Antagonista apurou que o Alto Comando avalia publicar amanhã portaria de transferência de Eduardo Pazuello para a reserva, mas com data retroativa de sexta-feira, 21. Seria uma saída para evitar a abertura de processo disciplinar pela participação do general da ativa em ato político, ao lado de Jair Bolsonaro.

Pazuello violou o Regulamento Disciplinar do Exército no evento de hoje. Fontes militares dizem que o comportamento do general, incentivando aglomerações em plena pandemia , envergonha as Forças Armadas.

Essas mesmas fontes, porém, dizem que a abertura de um processo disciplinar contra Pazuello poderia provocar uma crise com o Palácio do Planalto.

O comandante do Exército sabe que omitir-se diante do caso pode significar um precedente perigoso que alimente insubordinações. A ida de Pazuello para a reserva também pouparia a instituição do desgaste com as investigações da CPI da Covid, que pretende reconvocar o ex-ministro da Saúde.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários