Yan Wanming, embaixador da China
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Yan Wanming, embaixador da China

  O embaixador da China no Brasil Yang Wanming publicou nas redes sociais nesta terça-feira (18) mensagem em que fala em “exercitar a paciência”. Ao mesmo tempo, no Senado,  o ex-chanceler Ernesto Araújo prestava depoimento na CPI da Covid .

Confira o tuíte:


A relação entre o governo federal e autoridades chinesas é turbulenta.  O instituto Butantan e o governador de São Paulo João Doria (PSDB) atribuem as falas do presidente Jair Bolsonaro contra o país asiático como o motivo pelo atraso de insumos para a produção da CoronaVac no Brasil.

Durante oitiva no Senado, Ernesto Araújo admitiu que pediu a demissão de Wanming do cargo de diplomata no Brasil, e argumentou que fez o pedido a um interlocutor da diplomacia chinesa “em nome das boas relações” entre os dois países.

 Apesar de declarar na Comissão que “jamais promoveu nenhum atrito com a China”, o histórico de Ernesto mostra ao contrário. Em abril de 2020, ainda no início da pandemia no Brasil, o então chanceler publicou um texto com o título: “Chegou o comunavírus”, onde afirma que o vírus faz parte de um plano comunista.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários