Primeira-dama Michelle Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
Primeira-dama Michelle Bolsonaro

primeira-dama Michelle Bolsonaro perdeu um processo contra a revista IstoÉ , no qual pedia indenização por danos morais por uma matéria publicada em fevereiro de 2020. A ação movida no Tribunal de Justiça de São Paulo afirmava que o texto "O esforço de Bolsonaro para vigiar a mulher de perto" a retratava de maneira machista.

Os desembargadores, no entanto, negaram o recurso da primeira-dama, que já havia sido negado em primeira instância, segundo a IstoÉ . De acordo com eles, a matéria não é considerada ofensiva ou difamatória.

"Na posição que ocupa, [Michelle Bolsonaro] está permanentemente sujeita a ter a vida esmiuçada porque suas atividades são, em geral, de interesse público, até porque muitas vezes pagas com dinheiro público", justificou o desembargador J.B. Paulo Lima, relator do processo.



Além disso, o tribunal também determinou que  Michelle pague R$ 15 mil em honorários à advogada da revista, mas ela ainda pode recorrer da decisão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários