CPI da Covid teve início na última terça-feira, 04, quando o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta foi ouvido
Jefferson Rudy/Agência Senado
CPI da Covid teve início na última terça-feira, 04, quando o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta foi ouvido

Após o primeiro dia de depoimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, quando o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta foi ouvido , o Palácio do Planalto convocou uma reunião com ministros e senadores aliados para ajustar a estratégia na manhã desta quarta-feira, 05. As informações são do colunista de política Gerson Camarotti, do portal G1.

A avaliação da base aliada do governo sobre a CPI é que a disputa por protagonismo entre ministros e a desorganização na divisão de funções no Palácio do Planalto impactam o desempenho dela na comissão. Senadores governistas reclamam da falta de coordenação e da  ausência de informações que ajudem a embasar a disputa com a oposição.

Vão participar da reunião no Palácio os ministros Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil), Flávia Arruda (Secretaria de Governo) e Onyx Lorenzoni (Secretaria-Geral). Participam também os líderes do governo no Senado: Fernando Bezerra (MDB-PE), e no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO). Os senadores Ciro Nogueira (PP-PI), Marcos Rogério (DEM-RO), e Jorginho Melo (PL-SC) também estarão presentes.

Nesta quarta-feira, 05, a CPI vai ouvir o também ex-ministro da Saúde Nelson Teich , que comandou a pasta entre abril e maio de 2020 e deixou o governo, assim como Mandetta, após divergências com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários