Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Divulgação
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Nesta sexta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que parece que a Covid-19 "matou o mosquito da dengue", em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. Além disso,  Bolsonaro também voltou a questionar o número de óbitos causados pela doença.

Na ocasião, o presidente comentava sobre a reunião do comitê criado para definir medidas de enfrentamento à pandemia realizada na última quarta-feira (14), em que pediu ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga , que apresentasse o número de pessoas que morreram por doenças não relacionadas à Covid-19 nos últimos cinco anos.

Segundo o presidente, esses dados serão apresentados na próxima reunião do comitê, que ainda não tem data definida. "Tivemos uma reunião daquele comitê que trata do Covid, né – com presidente da Câmara, Senado, MP, etc. No momento, particularmente, eu resolvo o assunto, mas eu pedi em público ali, para que o ministro da Saúde, na próxima reunião nossa do conselho, apresentar, nos últimos cinco anos, quantas pessoas morreram de cada doença", disse Bolsonaro.

"Tem certas doenças que não morrem mais ninguém. O vírus matou o mosquito da dengue . Então, nós sabemos que tá matando esse vírus, sabemos. Em especial quem é mais idoso, etc, mas temos que ter um número concreto", acrescentou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários