Ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF)
Nelson Jr./SCO/STF
Ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF)

O ministro Dias Toffoli , do Supremo Tribunal Federal (STF), divergiu do ministro relator Gilmar Mendes nesta quinta-feira (8) e votou contra a proibição da realização de cultos e missas presenciais durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Acompanhe a sessão aqui .

Toffoli foi breve em dar seu voto e abriu mão de fazer a leitura. Agora, o placar está em 4 a 2 para que as igrejas não promovam encontros religiosos para seus fiéis.

Por determinação do ministro Luiz Fuz, presidente da Corte, Toffoli votou antes da ministra Rosa Weber, que perdeu a conexão com a internet enquanto lei o seu voto. Agora, Weber segue fazendo sua argumentação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários