Presidente da República, Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro

 O presidente Jair Bolsonaro editou decreto que formaliza a criação do comitê que reunirá membros do Executivo e do Legislativo para discutir medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19 . A criação do grupo foi anunciada após reunião entre chefes de Poderes na quarta-feira (24) .

De acordo com decreto publicado nesta sexta-feira (26), no Diário Oficial da União (DOU), o comitê será coordenado por Bolsonaro e será composto pelos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), além de um membro observador indicado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, será o secretário-executivo.

Compete ao grupo — batizado de Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19 — discutir não só medidas contra a doença mas também contra os "problemas econômicos, fiscais, sociais e de saúde decorrentes". O comitê também irá "auxiliar na articulação interpoderes e interfederativa".

Caberá a Bolsonaro, quando solicitado por outros membros, convidar outras autoridades para participar das reuniões , incluindo representantes de órgãos públicos, privados e especialistas.

Após a reunião de quarta (24), foi informado que Rodrigo Pacheco fará a interlocução com governadores e levará as demandas dele para o comitê. O decreto não estabelece, no entanto, a forma como isso será feito.

O comitê tem uma duração inicialmente de 90 dias, que poderão ser prorrogados. O cronograma de reuniões será definido no primeiro encontro, que ainda não tem data para ocorrer. Na quarta, Bolsonaro afirmou que as reuniões seriam semanais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários