Embora tenha se coloca à disposição, Lula afirmou que Fernando Haddad é seu preferido para concorrer em 2022
Agência Brasil
Embora tenha se coloca à disposição, Lula afirmou que Fernando Haddad é seu preferido para concorrer em 2022

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva afirmou que acredita em uma derrota do atual presidente Jair Bolsonaro para um “progressista” nas eleições de 2022 . A declaração foi dada na manhã deste domingo (07) em entrevista ao jornal espanhol El País .

Lula colocou o PT como forte candidato a reaver o poder no país no próximo pleito presidencial. Ele afirmou ter convicção no papel da esquerda no “fortalecimento da democracia” e ressaltou a necessidade de o Brasil ter “homens de bem” no poder.

"Estou absolutamente certo de que podemos ganhar as eleições novamente. O que parece impossível hoje será possível amanhã. Este país é poderoso. Não quero que a sociedade vote em um Trump ou em um troglodita como o Bolsonaro nunca mais"

"O Bolsonaro vai perder as eleições, e a vitória será de alguém progressista, espero que seja o PT", disse.

Você viu?

Questionado sobre a possibilidade de participar das eleições, Lula voltou a se colocar à disposição do Partido dos Trabalhadores. No entanto, enfrenta barreiras da Lei da Ficha Limpa , que, por ser condenado em duas instâncias, não poderá concorrer a cargos públicos. A situação poderá ser revertida no Supremo Tribunal Federal , onde há uma ação de imparcialidade do ex-juiz Sérgio Moro, responsável pela condenação de Lula na primeira instância em processo da Operação Lava-Jato .

"Não preciso necessariamente ser candidato a presidente, porque já fui. Mas estou com ótima saúde, e Joe Biden é mais velho do que eu e governa os Estados Unidos. Em 2022, terei apenas 77 anos, um garoto. Se quando chegar o momento os partidos de esquerda entenderem que posso representá-los, não tenho problema (em ser candidato)", disse, comparando as idades entre ele e Joe Biden, o presidente mais velho a assumir a presidência dos Estados Unidos.

Sabendo das possibilidades para 2022, o ex-presidente não relutou a colocar Fernando Haddad como seu favorito para concorrer a presidência no próximo ano. Entretanto, há outros candidatos na disputa, como prefeitos e governadores que pleiteiam a chance de disputar o cargo mais alto do país.

"O PT, porém, tem outras opções, como Fernando Haddad e alguns governadores. A única possibilidade de ser eu, porque não vou disputar com ninguém, é que as pessoas entendam que sou o melhor candidato. Do contrário, ficarei contente em sair às ruas para fazer campanha por um aliado nosso", disse Lula

Há estudos para viabilização de uma candidatura da esquerda individual, encabeçada pelo líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MTST) e candidato derrotado nas eleições de 2018 e 2020, Guilherme Boulos (PSOL) . Mas as especulações dos candidatos petistas não agradaram Boulos e a possibilidade esfriou nos últimos meses. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários