Lira esquentou ou ânimos na Câmara já em seu primeiro ato
Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Lira esquentou ou ânimos na Câmara já em seu primeiro ato

Após o novo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciar acordo com os líderes partidários para a definição sobre a Mesa Diretora, o PDT retirou a ação no STF (Supremo Tribunal Federal) que tinha como objetivo anular o primeiro ato de Lira.

"Na medida que o Arthur voltou atrás e nos chamou para o acordo, preservando nossas posições na mesa, não havia mais sentido manter a ação", disse o deputado pedetista Wolney Queiroz.

Com o novo acordo, PT e PSB terão dois cargos na Mesa. Metade das suplências também ficará nas mãos da oposição, com o PDT e o PV.

Assim, a eleição marcada para as 10h desta quarta-feira (2) será realizada apenas para cumprir o protocolo e formalizar o acordo - não haverá candidaturas avulsas.

Mais cedo, o ministro Dias Toffoli, do STF, havia dado um prazo de dez dias para que Lira prestasse informações sobre sua primeira decisão como novo presidente da Câmara.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários