O deputado federal Capitão Augusto, em discurso na Câmara
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
O deputado federal Capitão Augusto, em discurso na Câmara


Dois dias após anunciar a candidatura para a presidência da Câmara dos Deputados , Capitão Augusto (PL-SP) anunciou, neste sábado (30), que abriu mão da disputa pelo cargo. Em nota, o deputado federal justificou a desistência pelo ambiente polarizado que "restringiu o debate e os votos a somente dois candidatos", se referindo a Baleia Rossi (MDB-SP) e Arthur Lira (PP-AL).

Baleia e Lira são apoiados, respectivamente, por Rodrigo Maia e pelo presidente Jair Bolsonaro , e juntos assumiram o protagonismo do pleito em lados opostos.

"Nos últimos dias, percebi que a polarização política na Câmara dos Deputados restringiu o debate e os votos a somente dois candidatos, ouvi de dezenas de deputados dessas bancadas que gostariam de votar em mim, mas teriam que se valer do voto útil contra a esquerda, inviabilizando dessa forma qualquer chances de ir para um segundo turno", declarou Capitão Augusto em nota.

No texto divulgado para a imprensa, Capitão Augusto também anunciou que irá se unir ao seu partido e apoiar o candidato governista, Arthur Lira . Em entrevistas após o lançamento da candidatura, Augusto chegou a afirmar que começou "como zebra" e virou "milagre" ao se posicionar entre os dois principais candidatos.

Com a desistência de Capitão Augusto, outros oito candidatos seguem na disputa pelo comando da Casa. As eleições estão marcadas para a próxima segunda-feira.

Leia a íntegra

Logo no início do ano passado lancei minha candidatura baseada nas Frentes Parlamentares da Segurança, Corrupção, Família e Cristã, acreditando no voto secreto, na renovação da Câmara e nessas bancadas temáticas.

Porém, nos últimos dias, percebi que a polarização política na Câmara dos Deputados restringiu o debate e os votos a somente 2 candidatos, ouvi de dezenas de deputados dessas bancadas que gostariam de votar em mim, mas teriam que se valer do voto útil contra a esquerda, inviabilizando dessa forma qualquer chances de ir para um segundo turno.

Dessa forma, juntamente com minha equipe, decidimos retirar minha candidatura à Presidente da Câmara e juntar-se ao meu Partido Liberal e ao Governo Bolsonaro

Brasília, 30 de janeiro de 2021

CAPITÃO AUGUSTO

DEPUTADO FEDERAL


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários