Nailde Panta em sua posse como senadora
Roque de Sá / Agência Senado
A maior parte do dinheiro é referente ao chamado auxílio-mudança, no valor de R$33,7 mil.

A senadora Nailde Panta (Progressistas) pode receber até R$ 52 mil  após assumir o cargo por apenas 15 dias , durante o recesso parlamentar. A parlamentar, que é suplente de Daniella Ribeiro (Progresssitas), começou a trabalhar no cargo na quarta-feira (6), porém só deve ocupar a vaga até o dia 21 deste mês, quando a titular retorna de licença. 

Mesmo depois de um curto período de tempo, ela terá direito a todos os benefícios previstos nas regras internas do Senado. Procurada pelo Estadão , a senadora não respondeu.

A maior parte do dinheiro que Nailde tem direito a receber é referente ao chamado auxílio-mudança , no valor de R$33,7 mil . A verba serve para custear gastos com transporte e outras despesas referentes à mudança para Brasília. 

Porém, o Congresso está em recesso até fevereiro e, portanto, no período em que a parlamentar estiver no cargo, não funcionará. A única vez que Nailde precisou se deslocar até a capital federal foi anteontem , quando assinou o termo de posse ao lado do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM).

Nas duas semanas como senadora, Nailde também pode receber o auxílio-moradia . Durante 15 dias de benefício, ela deve ganhar R$2,25 mil , metade de R$5,5 mil, valor oferecido mensalmente. 

A parlamentar também receberá um salário de R$16,9 mil , proporcional aos dias no cargo, e terá acesso a carro oficial, verbas de gabinete, além do plano de saúde pago com dinheiro público, segundo o Estadão .

Nailde Panta pode abrir mão das verbas oferecidas pelos 15 dias no cargo, caso queira. Segundo o Senado, no entanto, não houve comunicação sobre pedido para ela não receber algum benefício. Questionada pelo jornal se pretende renunciar às verbas, Nailde não se manifestou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários