Senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) é o candidato de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para a presidência do Senado
Marcos Oliveira/Agência Senado
Senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) é o candidato de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para a presidência do Senado

A liderança do MDB no Senado tentou evitar durante esta sexta-feira (8) que a bancada do PT na Casa oficializasse apoio à candidatura de Rodrigo Pacheco (DEM-MG), nome de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para sua sucessão. Na noite desta quinta (7), o PT se reuniu na noite desta quinta-feira (7) e havia a expectativa de anúncio de apoio dos seis senadores para Pacheco.

O encontro do PT havia sido antecipado após uma conversa entre Alcolumbre e o líder petista Rogério Carvalho (PT-SE). Os dois parlamentares são considerados próximos e o atual presidente da Casa quer fechar o máximo de alianças antes do anúncio do candidato do MDB.

O líder da bancada do MDB, Eduardo Braga (MDB-AM), porém, telefonou pouco antes da reunião para alguns senadores do PT para evitar que o apoio fosse confirmado e acabou ganhando tempo.

O resultado foi que o PT anunciou uma nova reunião da bancada para a próxima segunda-feira (11), quando será feito o anúncio da posição do partido na eleição para o comando da Casa.

Na manhã desta sexta, Braga se reuniu virtualmente com a bancada do PT para defender a candidatura do MDB e negociar possíveis condições de apoio. O PT objetiva assumir a presidência da CAS (Comissão de Assuntos Sociais).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários