Governador de Goiás Ronaldo Ramos Caiado
Agência Brasil
Governador de Goiás Ronaldo Ramos Caiado

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) , sugeriu, em publicação no Twitter, que o governo federal vai confiscar vacinas que não sejam aplicadas de forma centralizada pelo Ministério da Saúde . Segundo ele, a informação foi passada pelo Ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

“Toda e qualquer vacina registrada, produzida ou importada no país será requisitada, centralizada e distribuída aos Estados pelo Ministério da Saúde. Pazuello me informou isso aqui em Goiânia, hoje. Nenhum Estado vai fazer politicagem e escolher quem vai viver ou morrer de Covid”, disse Caiado.

O pronunciamento de Caiado parece confrontar os planos do governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB),  que planeja iniciar vacinação com o imunizante CoronaVac —  desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com laboratório chinês Sinovac — já no dia 25 de janeiro.

Desde o anúncio de Doria, há um cabo de guerra entre o governo federal e do estado de São Paulo. A Secretaria de Comunicação da Presidência chegou a divulgar nota dizendo que a decisão do tucano desrespeita a autoridade da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e é uma atitude “inconstitucional e ilegal”.

A agência ainda não aprovou nenhuma das 4 vacinas hoje testadas no Brasil: CoronaVac, Moderna, Pfizer e a do grupo Johnson & Johnson.

O presidente Jair Bolsonaro disse, sem citar Doria, na terça-feira (8) que o governo federal vai “proteger a população respeitando sua liberdade, e não usá-la para fins políticos, colocando sua saúde em risco por conta de projetos pessoais de poder”.

Você viu?

Hoje, Eduardo Pazuello disse, em visita a goiânia, que “nenhum Estado da Federação será tratado de forma diferente“.“Nenhum brasileiro terá vantagem sobre outros brasileiros”, afirmou.

Pazuello disse ainda que vai cobrar agilidade nas análises da Anvisa. “Não há no mundo, até hoje, nenhuma vacina registrada. O que estamos vendo na Inglaterra é a autorização emergencial de uso para grupos restritos e com assinatura de responsabilidade individual. Essa mesma autorização emergencial foi assinada ontem nos EUA e será solicitada à Anvisa no Brasil."

Doria rebate

No twitter, Doria chamou de "insanidade" a formulação de uma MP que 'confisque' as vacinas.

"Os brasileiros esperam pelas doses da vacina, mas a União demonstra dose de insanidade ao propor uma MP que prevê o confisco de vacinas. Esta proposta é um ataque ao federalismo. Vamos cuidar de salvar vidas e não interesses políticos", escreveu o governador



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários