Mourão
Daniel Gullino/Agência O Globo
Aparições do vice-presidente já se tornaram comuns e estão dando "dores de cabeça" ao governo

Há pouco tempo, era comum ver o  presidente Jair Bolsonaro parando para conversar com apoiadores e um pequeno grupo de jornalistas nas portas do Palácio do Planalto, em local que recebeu o nome de "cercadinho". Agora, com o término da prática, é um cenário parecido que está causando problemas ao governo.

Segundo informações do blog da jornalista Bela Megale, o chamado " cercadinho do Mourão ", hábito do vice-presidente de reunir a imprensa para tratar de todo e qualquer assunto que esteja em pauta, está sendo chamado pelo presidente e por seus apoiadores mais próximos de "nova fábrica de crises".

Tudo por conta das respostas sem filtros que Mourão oferece para os temas, como dizer que "não há racismo no Brasil" , após a morte de um homem negro em uma unidade do Carrefour na cidade de Porto Alegre (RS), e até mesmo falas que contradizem posições e posturas tomadas pelo próprio Bolsonaro .

Ainda de acordo com a publicação, a análise dentro do governo é de que o vice-presidente não deve parar com tais encontros, visto que a relação com Bolsonaro já não é das melhores, e que isso pode acarretar em problemas para a disputa das eleições em 2022.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários