Operação da PF apreendeu dinheiro em espécie escondido dentro de caixa de TV.
Divulgação/Polícia Federal
Operação da PF apreendeu dinheiro em espécie escondido dentro de caixa de TV.

Na manhã desta quinta-feira (19), um ex-deputado federal e estadual do Ceará foi preso em flagrante com R$ 2 milhões em espécie guardados em caixas de aparelhos de televisão. As informações foram dadas pelo G1 .

A prisão aconteceu durante a Operação Km Livre , que apura desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e lavagem de dinheiro. Foram cumpridos 27 mandados de busca e apreensão pela Polícia Federal em Fortaleza e em cidades do Rio Grande do Norte e no Rio de Janeiro.

Os R$ 2 milhões foram encontrados em uma empresa operada pelo ex-deputado , que não teve a identidade revelada e é apontado pela investigação como chefe da organização criminosa. Em 2016, na primeira fase da Operação Km Livre, a polícia apreendeu mais de R$ 5,9 milhões em espécie no mesmo local.

A Polícia Federal afirma que o esquema acontece já movimentou cerca de R$ 600 milhões em uma esquema fraudulento em licitações públicas movidas pela Prefeitura Municipal de Fortaleza .

Você viu?

“Durante esses quase 20 anos, três empresas têm vencido os processos licitatórios da prefeitura”, na contratação de aluguéis de veículos, disse o delegado Joelson.

De acordo com ele, “por conta dos contratos, havia repasse de verbas públicas para as contas das empresas e identificamos que havia o saque em espécie . Essa empresa utilizava ‘laranjas’ para participarem de um mesmo certame, forjando uma concorrência fictícia. Uma delas vencia a licitação e era celebrado o contrato de locação de veículos”.

A prefeitura declarou que “considerou não saber do que trata a operação, visto referir-se apenas de uma investigação em torno de uma empresa privada, sem que nenhum servidor público municipal ou órgão da administração do Município tenha sido alvo”.

A assessoria da prefeitura disse, ainda, que “posiciona-se em apoio a toda e qualquer operação séria e isenta que investigue o uso de recursos públicos ”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários