O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF)
Carlos Alves Moura
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF)

O ministro Edson Fachin , do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou para o plenário da Corte um pedido da defesa do ex-presidente Lula para acessar as mensagens apreendidas pela Operação Spoofing da Polícia Federal (PF). A força-tarefa investigou a invasão de dispositivos eletrônicos de autoridades, entre elas a do ex-ministro da Justiça Sergio Moro , e a prática de crimes cibernéticos.

Na avaliação de Fachin, é necessário que todos os integrantes da Suprema Corte se manifestem sobre a licitude dos dados aos quais a defesa do petista pede acesso.

A Operação Spoofing resultou na denúncia feita pelo Ministério Público Federal contra sete pessoas acusadas de crimes relacionados à invasão de telefones e à obtenção de dados e conversas no aplicativo de mensagens Telegram.

Parte das mensagens, relativas a conversas entre Moro e integrantes da força-tarefa Lava Jato, como o procurador Deltan Dallganol , foi publicada pelo site The Intercept Brasil e por outros veículos de imprensa.

Em seu despacho, o ministro explicou que a defesa, por meio de nova petição apresentada nos autos, reiterou o pedido formulado na petição inicial do habeas corpus.

    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários