orlando silva
Divulgação
Orlando Silva, deputado federal do PCdoB


O deputado federal Orlando Silva (PCdoB), candidato à Prefeitura de São Paulo neste ano , registrou um boletim de ocorrência (B.O) contra usuários das redes sociais que desferiram ataques racistas contra a sua campanha. Dentre as ofensas estão ataques como: " porco ladrão rico em melanina " e " cara de bandido ". Orlando Silva é um dos poucos candidatos negros no pleito paulistano.


O B.O foi registrado na manhã desta terça-feira (3) no 26º Distrito Policial, no Sacomã, na zona sul, com o pedido de abertura de inquérito policial para investigar o crime de injúria racial . A pena para este crime varia entre um e três anos de prisão.

O candidato também foi chamado de '"volta para as suas origens coisa feia do inferno", " negro de alma branca ", "é preto e é comunista" e "ainda fala de cor...você é um bosta".

Orlando Silva escreveu no documento entregue à polícia que "como homem negro e militante antirracista , os comentários acima me causaram profundo repúdio e indignação ". A campanha do candidato comunista frisa o combate ao racismo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários