Tatto
Alex Ferreira / Câmara dos Deputados
Jilmar Tatto candidato do PT à Prefeitura de São Paulo


O candidato do PT na disputa pela prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto , quer destacar a sua experiência com a administração pública para diminuir o coeficiente de votos úteis dos eleitores petistas em Guilherme Boulos (PSOL), atualmente terceiro colocado. Tatto aparece nas pesquisas em quinto lugar.


"A cidade está muito machucada, muito desigual, e nós precisamos de alguém que tenha pulso firme, experiência. Não é o momento de a gente ficar fazendo experimentos do ponto de vista de como saber governar a cidade de São Paulo. E de todos os candidatos e candidatas eu sou o que ficou mais tempo na administração pública", disse Tatto em entrevista ao à Rádio Eldorado .

"Essa questão do voto útil pode ser no Jilmar Tatto também. Estou convencido que neste momento de pandemia em que a cidade precisa se recuperar, em que precisamos fazer várias frentes de intervenções na área da saúde, habitação, educação principalmente, manutenção da cidade, de reorganizar a Prefeitura, a cidade precisa de alguém que tem experiência, alguém que já fez, que conhece", afirmou.

As campanhas de Boulos e Tatto têm mantido uma política de não agressão, mas Tatto começa a se posicionar. O candidato do PT foi secretário municipal quatro vezes, durante os governos Marta Suplicy (2001-2004) e Fernando Haddad (2013-2016).

Lula já declarou em entrevista que caso Boulos chegue ao segundo turno o PT deve apoiá-lo e afirmou que espera o mesmo tratamento do PSOL caso Jilmar Tatto passe. O PT teme que o eleitorado de esquerda se reúna em torno de Boulos para evitar um segundo turno entre Brunos Covas (PSDB) e Celso Russomanno (Republicanos).


    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários