Sérgio Cabral
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Sérgio Cabral

Os depoimentos do ex-governador Sérgio Cabral , do ex-presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz , e de Wilson Carlos , ex-chefe de governo de Cabral, que estavam marcados para esta segunda-feira (26), foram adiados pela Justiça. As informações são do G1.

De acordo com o portal, a decisão ocoreu após o Ministério Público Federal (MPF) comunicar o Juiz Marcelo Bretas, responsável pela 7° Vara Federal do Rio de Janeiro, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), que ainda não tinha dado acesso aos advogados de defesa à delação premiada de Orlando Diniz. Dessa maneira, a audiência será remarcada.

Operação Jabuti

Os depoimentos fazem parte da Operação Jabuti , iniciada em 2018 pela Polícia Federal e que investiga o desvio de recursos da Fecomércio-RJ, Sesc e Senac.

Conforme os investigadores da Lava Jato, as entidades do Sistema S teriam destinado ao menos metade do seu orçamento anual a contratos com escritórios de advocacia. A força-tarefa aponta que essas entidades do Rio de Janeiro gastaram R$ 355 milhões com o serviço, dos quais "ao menos R$ 151 milhões foram desviados".

    Veja Também

      Mostrar mais