Bruno Covas, atual prefeito de São Paulo.
Reprodução
Bruno Covas, atual prefeito de São Paulo.

A pesquisa do Datafolha divulgada nesta sexta-feira (23), revela que 46% dos moradores de São Paulo consideram a gestão do prefeito Bruno Covas (PSDB) ótima ou boa durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).  Para 18%, a gestão é ruim ou péssima. As informações foram dadas pelo G1 .

O levantamento foi realizado entre os dias 20 e 21 de outubro, a partir de 1.204 entrevistas feitas com eleitores na cidade de São Paulo com 16 anos ou mais. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Entre os entrevistados, 46% consideram boa ou ótima a gestão de Covas durante a pandemia de Covid-19 , 34% avaliam como regular, para 18% é ruim ou péssima e 2% não opinaram.

A taxa de aprovação de 46% na pandemia é a mais alta para Covas desde o início da campanha eleitoral .

Considerando a faixa etária, a aprovação é menor entre jovens (31%) do que entre adultos com mais de 60 anos (53%). Quanto à reprovação na comparação com a última pesquisa , a taxa caiu de 25% para 18%.

Gestão do governador João Doria na pandemia

A pesquisa também questionou os entrevistados sobre a atuação do governador João Doria (PSDB) na pandemia. Para 33%, a gestão é ótima ou boa. Para 32%, é regular. Para 34%, é péssima ou ruim, e 2% não opinaram.

A aprovação de Doria também é maior entre os adultos com maiores de 60 anos (37%). Entre os mais jovens, o índice é de 19%.

Gestão do presidente Jair Bolsonaro na pandemia

Quanto à atuação de Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia, 27% consideram a gestão ótima ou boa, 19% avaliam como regular e para 53% é péssima. Entre os entrevistados mais jovens, 67% desaprovam a atuação do presidente na pandemia. 

Intenção de voto

Confira abaixo os percentuais de intenção de voto para a Prefeitura de São Paulo nas Eleições de 2020 apontados pela pesquisa:

  • Bruno Covas (PSDB): 23%
  • Celso Russomanno (Republicanos): 20%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 14%
  • Márcio França (PSB): 10%
  • Arthur do Val - Mamãe Falei (Patriota): 4%
  • Jilmar Tatto (PT): 4%
  • Joice Hasselmann (PSL): 3%
  • Andrea Matarazzo (PSD): 2%
  • Levy Fidelix (PRTB): 1%
  • Marina Helou (Rede): 1%
  • Orlando Silva (PCdoB): 1%
  • Vera Lúcia (PSTU): 1%
  • Nenhum/branco/nulo: 13%
  • Não sabe: 3%

Antonio Carlos Silva (PCO) e Filipe Sabará (Novo) tiveram menos de 1%.

    Veja Também

      Mostrar mais