benny
Reprodução Facebook
Candidata a vereadora pelo Psol em Niterói, Benny Briolly foi ameaçada de morte


A candidata a vereadora pelo PSOL em Nitério Benny Briolly foi alvo de ameaças de morte e LGBTfobia . Ela registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil alegando ter recebido mensagens de ódio nas redes sociais e ameaças de morte. As informações são do UOL .


Segundo a candidata, uma das ameaças faz menção ao Ronnie Lessa, acusado de executar vereadora Marielle Franco (PSOL) em março de 2018, no Rio. " Ronnie Lessa vai te pegar. Metralhadora nela ", dizia o texto da ameaça.

"Além das ameaças, recebo muitas mensagens de ódio, como: 'pode se encher de hormônio, mas nunca vai ser mulher'", disse em entrevista ao UOL . Benny diz ter recebido mais de cem ameaças de morte, sendo que as mais violentas ocorreram entre terça e quarta.

"Niterói precisa enfrentar o fascismo! Não vão nos intimidar, registramos ocorrência de ameaça na 76ª DP. A violência política no Brasil se aprofunda cada vez mais. O Brasil é um país perigoso para aqueles que lutam. É o país que mais mata defensores dos direitos humanos no mundo, o que mais mata travestis e transexuais, o quinto em feminicídios e onde morre um jovem negro a cada 23 minutos", escreveu no seu Facebook e publicou uma foto com o boletim de ocorrência.

A candidata disse que já chegou a ser intimidada por um grupo de homens na rua.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários