Eduardo Braga é líder da maioria no Senado.
Pedro França /Agência Senado
Eduardo Braga é líder da maioria no Senado.

O relator da indicação de Kassio Nunes Marques ao Supremo Tribunal Federal  (STF) será o líder da maioria no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM). A escolha foi comunicada a parlamentares pela presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Simone Tebet (MDB-MS), na manhã desta sexta-feira (9).

O colegiado é responsável pela sabatina de Nunes, marcada para o dia 21 de outubro. No mesmo dia, a indicação será apreciada em plenário.

Antes da indicação ser oficializada, Kassio Nunes esteve na casa de Braga, junto do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), da senadora Kátia Abreu (PP-TO), e dos senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Ciro Nogueira (PP-PI) — os dois últimos, investigados no Supremo Tribunal Federal. Desde então, Braga iniciou uma articulação nos bastidores para assumir a relatoria da indicação.

Esta semana, em sinal de maior proximidade ao governo, Braga esteve em um almoço no Palácio do Planalto no qual o presidente Jair Bolsonaro celebrou a liberação de verbas para integrantes do centrão e prometeu entregar pessoalmente obras nas regiões de líderes de partidos como PP, MDB e DEM. Os recursos têm origem em emendas parlamentares.

"Vamos estar juntos se Deus quiser no início dessas obras, que começarão brevemente. Um parabéns a você [Braga] por ter conseguido duas emendas, né? A de bancada e a de comissão", disse Bolsonaro em vídeo gravado ao lado de Eduardo Braga.

Ex-ministro do governo Dilma Rousseff, Braga reforçou a sua demanda para viabilizar o novo trecho da BR-319, via de ligação entre os Estados do Amazonas e Rondônia. Segundo Bolsonaro, a obra é "uma das mais importantes que o pessoal do Amazonas precisa".

    Veja Também

      Mostrar mais