barroso
Nelson Jr./SCO/STF
Ministro do STF e presidente do TSE Luís Roberto Barroso


Representantes de partidos se reuniram por videoconferência com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ) para criticar a necessidade de aplicarem a reserva proporcional dos recursos do fundo eleitoral entre candidatos negros e brancos .  A aplicação dessa medida já em 2020 foi decidida pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que será decidido pelo plenário da Corte no dia 25. 


Dirigentes partidários disseram a Barroso que a obrigatoriedade de repartir os recursos com os candidatos negros pode gerar "candidaturas laranjas " e acusam o Judiciário de atuar em competências do Legislativo. Eles cobram a regulamentação para definir como as regras devemm ser aplicadas em cada sigla.

"O que nos angustia a todos é o tema da cota racial. Estamos no chão de fábrica, ali perto da realidade onde as coisas acontecem, nos angustia a todos, não queremos deixar de cumprir uma decisão judicial, mas nos aflige se o Supremo, no tempo mais rápido possível, não nos der essa baliza de como vai funcionar nesta eleição ", o deputado Marcos Pereira, presidente do Republicanos.

    Veja Também

      Mostrar mais