STF
Nelson Jr./SCO/STF - 11.6.19
Decisão foi tomada pelo ministro Marco Aurélio, que é o segundo mais velho do STF.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) irá adiar o depoimento do presidente Jair Bolsonaro à Polícia Federal (PF). O adiamento se estenderá até que o plenário julgue o recurso apresentado pela Advocacia-Geral da União, que pede para que Bolsonaro deponha por escrito. A informação é da CNN Brasil .

Inicialmente, a PF intimou Bolsonaro para depor de forma presencial entre os dias 21 e 23 de setembro. A decisão havia sido tomada pelo decano da corte, Celso de Mello, que está de licença médica. Com isso, a análise passou para o segundo ministro mais velho do STF, Celso de Mello.

Em entrevista à CNN , o ministro afirmou que decidiu “congelar” os trâmites para tornar viável a análise do recurso da AGU pelo plenário do STF.

    Veja Também

      Mostrar mais