Ibaneis
Reprodução
Ibaneis Rocha foi o mais votado na eleição no Distrito Federal para o cargo de governador


O governador do Distrito Federal (DF), Ibaneis Rocha (MDB), determinou a exoneração do subcomandante geral da Polícia MIlitar do DF, Sérgio Luiz Ferreira de Souza, na tarde de ontem (14).

O decreto anunciado em edição extra do Diário Oficial teve como motivação a falta de iniciativa do ex-subcomandante para coibir as manifestações antidemocráticas que atentaram contra o Supremo Tribunal Federal (STF) com fogos de artifício e que culminaram na prisão da bolsonarista Sara Winter na manhã de hoje (15) . Winter já vinha sendo investigada em um inquérito do STF e o ministro Alexandre de Moraes determinou sua prisão neste âmbito.

Sérgio Luiz era responsável pelas operações da corporação no final de semana, mas não reagiu aos ataques. O governador declarou à Globonews que novos ataques aos demais poderes serão reprimidos pela policial, a fala foi feita com críticas ao ex-subcomandante.

Leia também: Especialistas apontam semelhanças entre os 300 de Sara Winter e grupos fascistas

"A exoneração do vice-comandante se deu pelo fato de não se admitir ataque à República e aos Poderes. O vice-comandante deveria ter tomado as atitudes corretas para que não se chegasse ao ponto de jogar fogos em cima de um Poder, que é o nosso Supremo Tribunal Federal", falou Ibaneis.

"Então, aqueles que acham que virão para Brasília para fazer baderna, fiquem nos seus lugares, porque aqui elas serão reprimidas de forma bastante virulenta, porque eu sei usar o poder", complementou.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários