Confirmação foi feita por secretário da pasta da Saúde
Júlio Nascimento/Presidência
Confirmação foi feita por secretário da pasta da Saúde

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, disse nesta segunda-feira, dia 8, que não há a intenção de recontar os dados divulgados anteriormente sobre a Covid-19.

Leia também:
Atrasos de dados da Covid-19 tiveram “motivos técnicos”, diz Saúde
Levantamento independente aponta 170 mortes a mais do que dados oficiais
Covid-19 já matou mais de 400 mil pessoas no mundo, diz OMS

"Com relação a recontagem, não há essa intenção. Esses dados são divulgados pelos estados e municípios. Estão sendo baseados em análise clínica, o diagnostico de um médico, que é um profissional e saúde. Eles são confirmados por testagem feita por laboratórios particulares ou oficiais. Da mesma forma que acreditamos nesses dados que estamos apresentando agora, acreditamos nos dados carregados por estados e municípios", disse Élcio, que é o número dois do ministério.

Com a onda de críticas, o Ministério da Saúde comprometeu-se a divulgar às 18h seu levantamento.

Você viu?

Segundo o último boletim divulgado nesta segunda-feira (8) pelo Ministério da Saúde, 707.412 pessoas já foram contaminadas pelo novo coronavírus no Brasil. O número total de mortes chega a 37.134. Nas últimas 24 horas, foram registrados mais 15.654 casos novos e 679 óbitos , mas os dados não incluem alguns estados. Assim, os números podem aumentar ainda. Faltam os casos e mortes de Alagoas e Santa Catarina, além dos óbitos de Goiás e Distrito Federal. O número é menor do que o levantado pelo consórcio de veículos de imprensa.

De acordo com o secretário, os problemas relacionados à divulgação dos dados ocorreram por tentativas de invasão das plataformas do SUS que recebem as informações. Segundo Franco, a decisão de divulgar os dados nesse horário foi acordada com secretários estaduais e municipais.

"Pactuamos com estados e municípios o envio de informações, ela vai ser compilada e publicizada uma vez por dia. Se conseguirmos resolver problemas de ordem técnica, conseguimos receber todos os dados até as 16h e divulgar até as 18h . Os dados são públicos e o ministério apenas consolida", afirmou Franco.

Wizard falou em dados 'fantasiosos'

Na semana passada, o empresário Carlos Wizard Martins, convidado a assumir a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do ministério, aventou a possibilidade de que o número de óbitos por coronavírus fosse recontado , definindo os dados atuais como“fantasiosos ou manipulados”. Diante da repercussão de sua fala, neste domingo, Wizard anunciou em suas redes sociais que desistiu de tomar posse do cargo .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários